Notícias

Federação Mineira acolhe recomendação e bane torcidas organizadas de Cruzeiro e Atlético

Banimento foi recomendado pelo Ministério Público nesta segunda-feira (4)

Nesta segunda-feira (4), a Federação Mineira acolheu a recomendação do Ministério Público, banindo as torcidas organizadas Máfia Azul (Cruzeiro) e Galoucura (Atlético) dos estádios. O período confirmado pela entidade é de dois anos para cada uma.

“Acolher as recomendações do Ministério Público do Estado de Minas Gerais para determinar o banimento temporário de todos os estádios do país nos dias de jogos, considerados estes o raio de cinco mil metros dos estádios, perímetro de segurança e vinculação com o evento esportivo, das Torcidas Organizadas Mafia Azul e Galoucura, pelo período de 02 (dois) anos, vencendo-se o da Galoucura em 04.03.2026 e do da Máfia Azul em 15.03.2028.” – Disse a Federação

Vale ressaltar que a Máfia Azul, torcida organizada do Cruzeiro, já está cumprindo um banimento por conta de outras brigas até março de 2026. Por isso, terá que cumpri-lo para assim iniciar o novo banimento de dois anos. Logo, até março de 2028.

A Galoucura, torcida organizada do Atlético, também havia sido banido por brigas, mas já havia cumprido entre 2022 e 2023. Dessa forma, vai iniciar o cumprimento do atual banimento imediatamente e finalizá-lo em março de 2026.

Ainda conforme a recomendação do Ministério público, as torcidas organizadas de Cruzeiro e Atlético estão proibidas de usar, portar e exibir qualquer vestimenta, faixa, bandeira, instrumento musical ou qualquer objeto que possa caracterizar a presença da torcida nos estádios ou seus respectivos entornos nos dias de jogos.

O conflito entre Máfia Azul e Galoucura aconteceu no sábado (2), Avenida Tereza Cristina, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte. Nesse mesmo dia, Cruzeiro e Atlético jogaram na capital mineira pela última rodada da fase classificatória do Campeonato Mineiro.

Na oportunidade, o Cruzeiro enfrentou o Uberlândia no Mineirão, enquanto o Atlético enfrentou Ipatinga na Arena MRV. Assim como as demais equipes, com o jogo acontecendo as 16:30. Diante disso, as torcidas se encontraram no Barreiro, bairro de Belo Horizonte.

A Polícia Militar interviu, mas um torcedor do Cruzeiro foi morto na briga entre as torcidas: Lucas Elias Vieira, conhecido como Bidu. A Máfia Azul, por sua vez, publicou mensagem aos familiares e amigos de Lucas:

“É com muito pesar que viemos aqui por meio desta lamentar sobre o falecimento de Lucas Elias “Bidu”. Mais um irmão que se vai pela covardia do lado patife da lagoa. Desejamos os nossos mais sinceros pêsames aos familiares e amigos.” – Disse a Máfia Azul em suas redes sociais

Veja mais

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo