Zé Ricardo fala dos objetivos no Cruzeiro no Brasileirão e que acredita que conseguirá dar confiança aos jogadores

Durante a coletiva, o treinador destacou que seu contrato com o clube é até o final de 2024

0

Nesta quarta-feira (6), o Cruzeiro realizou uma coletiva de apresentação do técnico Zé Ricardo, anunciado na última terça-feira (5) pelo clube celeste. O treinador esteve na nova sala de imprensa, na Toca da Raposa 2 e respondeu à perguntas da imprensa.

O treinador foi questionado sobre o momento do ataque do Cruzeiro, que não vem conseguindo fazer gols. Zé Ricardo falou sobre confiança, e destacou os números do clube na temporada, que vem criando muitas chances, mas acaba não convertendo em gols.

“O primeiro momento é tentar entender o porque os motivos, isso a gente já está fazendo. Se você ver os dados que o Cruzeiro propõe, são dados que indicam que a gente cria bastante. Então acho que essa não é a principal dificuldade de criar. Mas acho que finalizar, finalização seja um pouquinho mais de confiança, tranquilidade. Por que o momento nos empurra para uma certa intranquilidade. Isso que a gente quer trabalhar no primeiro momento”, disse o treinador.

Zé Ricardo foi questionado sobre uma possível “zona de conforto” do elenco do Cruzeiro nesta temporada, o clube vai para seu terceiro treinador em 2023. Ele também respondeu sobre as folgas dadas aos jogadores, durante semanas sem jogos.

“A gente tem profissionais aqui, que certamente buscam trabalhar com todas as ferramentas para a gente dá, não só carga de trabalho, recuperação que também é trabalho, de forma equilibrada. A gente tem um elenco com um número bom de jogadores de trabalho, a gente tem jogadores importantes fora que estão para voltar. Sobre a questão da zona de conforto, quem trabalha com futebol não pode nunca estar na zona de conforto, e profissional que exige, quer excelência, não pode nunca estar na zona de conforto”, afirmou o técnico.

Durante sua coletiva, Zé Ricardo foi questionado também sobre uma possível permanência em 2024. O técnico destacou que seu vínculo é até o final de 2024, e que quer pensar nos objetivos de 2023 e depois a diretoria decida se vai querer manter as características ou mudar para a próxima temporada.

“Nosso contrato é até o final de 2024, mas eu desde o início conversei com o pessoal do Cruzeiro, o Cruzeiro teve ok, para que a gente traçasse objetivos. A gente tem um objetivo agora, eu não quero pensar no final de 24. Quero pensar no objetivo final agora, e deixar o Cruzeiro a vontade no final de 23, seguir os nossos objetivos, aquele que a gente vai estar ajudando a construir, ou mudar as características”, destacou o treinador.

“Institucionalmente o Cruzseiro busca uma vaga em uma competição internacional. Só que é uma competição entre 20 clubes, todos eles competitivos, estruturados. A gente tem visto equipes que estão bem abaixo da gente, vencendo equipes que estão lá na frente. Isso vai acontecer mais vezes, porque é uma competição muito disputada. Hoje na tabela, o Cruzeiro ainda mantém seu objetivo alinhado, 12ª posição, brigando ali pela vaga da Sul-Americana. Só que a gente precisa sair desse momento ruim que a gente passa, e ai sim buscar. Nosso primeiro objetivo é retomar as vitórias e logicamente que retomando a vitória, voltando a confiança, a gente vai analisando etapa por etapa”, declarou.

Zé Ricardo também comentou sobre o momento do atacante Gilberto, que não conseguiu se firmar no Cruzeiro e vive um dos piores momentos em sua carreira, sendo bastante questionado pela torcida. O jogador também havia perdido espaço no time nas últimas partidas.

“O Gilberto eu acho que se a gente fizer um recorte há um tempo atrás, talvez metade, um pouco mais das equipes da Série A estariam buscando o Gilberto como seu centroavante. Um jogador que sabe fazer gol, um jogador com faro de gol. Eu tenho certeza que vai partir muito mais dele recuperar a confiança, para que ele volte ter as oportunidades, volte a marcar gols. O que depender de mim, eu vou estar do lado dele”, destacou.

Assista a coletiva de apresentação de Zé Ricardo

Deixe uma resposta