quinta-feira, outubro 21, 2021
HomeBaseJovem de Muquém do São Francisco, Kleverton sonha com contrato profissional com...

Jovem de Muquém do São Francisco, Kleverton sonha com contrato profissional com o Cruzeiro

O jovem contou um pouco da sua história, e falou sobre a dificuldade na infância

Kleverton Santos Silva, de 16 anos, que é conhecido no Cruzeiro como “Klevin”, se destacou no sub-16 e já se entregou ao elenco do sub-17. O jogador foi umas das peças do time campeão pelo sub-16 e capitão no Torneio Morro da Pedras.

Garoto do interior da Bahia, natural de Muquém Dos São Francisco, que atua como volante. Tem contrato de formação com o Cruzeiro e falou sobre a chegada na Raposa e diz estar bastante feliz.

“Cruzeiro é grande, estou muito feliz pela oportunidade que estou tendo de defender essa camisa gigantesca. Espero conquistar títulos e da alegrias a toda nação azul”, disse o jogador.

Foto: Divulgação / BH Foto

Durante a sua fala ao Diário Celeste, o jovem atleta relembrou ainda a sua rotina antes de aceitar o desafio de jogar na Raposa, e deixou uma mensagem de motivação ao jovens do Oeste baiano, que assim como ele sonham em se tornar um jogador de futebol profissional.

”Trabalhava capinando, cheguei a trabalhar nos jogos da cidade sendo gandula, trabalhei também vendendo água de coco, para os jogos da cidade. Confesso que passei várias dificuldades, mas hoje sou grato a Deus por tudo, pelas pessoas que ele enviou e colocou na minha vida”, contou Klevin.

Em nosso bate-papo, Klevin falou da perda de umas das pessoas fundamentais na trajetória emocionante do jovem, sua vó que considera como mãe.

“Passei dias difíceis, saudade e uma perda que me deixou abalado, quando perdi minha avó. Ela sem dúvidas me deixou com muita saudade, não pude ir vê-la pela última vez, passei momentos de turbulências, mas graças a Deus fiquei firme e estou mais firme ainda. Minha vó me acordava às 4h30 da manhã para poder treinar no campo, sozinho, e hoje estou aqui em um grande clube. Ela me faz muita falta, era o sonho dela também. Cresci e vivi todo o tempo que ela esteve aqui na terra, ao lado dela. Há cerca de um ano, não pude mais contar com ela aqui na terra, mas sei que lá de cima ela está me guiando. Tenho a felicidade de ter o acompanhamentos da minha família, minha mãe, meus tios, tias… principalmente o meu Tio Dirceu, que foi quem tomou frente da minha carreira desde o começo, juntamente com minha família, meus empresários Edilson Anderson Lili da empresa LLA”, afirmou Kleverton.

Deixe uma resposta

Páginas Heróicas

Pablito, humildade e gargalhada

Salve Nação Celeste!!! CENA 1: Eu, esse que vos escreve, evoluindo dia a dia na arte de driblar a toxicidade das redes sociais e conseguindo ser...

Mais popular