Notícias

Cruzeiro tem aproveitamento superior a 70% contra times equatorianos; confira

Cruzeiro perdeu apenas 2 vezes em 12 jogos

Na quinta-feira (4), o Cruzeiro fará sua estreia na Copa Sul-americana de 2024, contra a Universidad Católica do Equador. Esse será o 13° jogo da equipe celeste contra times equatorianos, onde tem um aproveitamento superior a 70%.

Nos 12 jogos anteriores, o Cruzeiro venceu em 8 oportunidades, empatou por 2 e perdeu apenas 2 vezes: 72% de aproveitamento. Onde, enfrentou o Emelec (4 vezes), El Nacional (4 vezes), LDU (2 vezes) e Deportivo Quito (2 vezes).

Assim, contra as equipes que teve mais jogo, a raposa é superior: 3 vitórias contra o El Nacional; 2 vitórias e 1 derrota contra o Emelec. Confira abaixo o resultado de todos os jogos da raposa contra equipes equatorianas:

  • LDU 1×3 Cruzeiro – Libertadores de 1976
  • Cruzeiro 4×1 LDU – Libertadores de 1976
  • El Nacional 1×0 Cruzeiro – Libertadores de 1997
  • Cruzeiro 2×1 El Nacional – Libertadores de 1997
  • Cruzeiro 2×0 Emelec – Libertadores de 2000
  • Emelec 0x0 Cruzeiro – Libertadores de 2000
  • El Nacional 1×2 Cruzeiro – Libertadores de 2001
  • Cruzeiro 4×1 El Nacional – Libertadores de 2001
  • Deportivo Quito 1×1 Cruzeiro – Libertadores de 2009
  • Cruzeiro 2×0 Deportivo Quito – Libertadores de 2009
  • Emelec 0 x 1 Cruzeiro – Libertadores de 2019
  • Cruzeiro 1 x 2 Emelec – Libertadores de 2019

Como citado acima, a última vitória do Cruzeiro foi em 2019, quando venceu o Emelec no Equador por 1×0. O confronto aconteceu no Estádio George Capwel, em Guayaquil, e o gol celeste foi marcado por Rodriguinho, aos 31 minutos do primeito tempo.

Equatorianos nas caminhadas dos títulos

Ademais, vale destacar também que em duas oportunidades os duelo contra os equatorianos fizeram parte de temporadas históricas. Primeiro, em 1976, o Cruzeiro fez dois jogos contra a LDU pela semifinal da Copa Libertadores.

Muio melhor tecnicamente, a equipe celeste ganhou por 3×1 e aplicou uma goleada de 4×1 na volta, no Mineirão. Já na final, a raposa tinha pela frente o poderoso River Plate, e após grande vitória no terceiro jogo, conquistou seu primeiro título do torneio continental.

Por fim, novamente a raposa teve um equatoriano pela frente na caminhada do título da Libertadores, dessa vez, de 1997. Contudo, sem a mesma facilidade de 1976, a raposa perdeu o jogo da ida das oitavas de final, mas venceu a volta por 2×1, e avançou vencendo na disputa de pênaltis.

Veja mais

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo