quinta-feira, agosto 5, 2021
HomeNotíciasRégis no Cruzeiro? Seria um bom reforço?

Régis no Cruzeiro? Seria um bom reforço?

Nos últimos dias o nome do meia Régis vem ganhando força no Cruzeiro. O desejo do clube celeste em contratar o meia já é antigo, no entanto a negociação está avançando e pode se concretizar nos próximos dias. De acordo com a entrevista do Paulo Pitombeira, empresário do atleta, à Rádio Itatiaia.

Régis é um meia de 27 anos, com bastante experiência no futebol. Que já viveu bons momentos no Bahia, mas o jogador não vem sendo aproveitado pelo técnico Roger Machado em 2020. Foram apenas 2 partidas na temporada, sendo que as duas foram entrando no segundo tempo, uma delas entrando aos 37 do segundo tempo, contra o CSA, pela Copa do Nordeste.

Começo no futebol e destaque no Sport

O atleta iniciou a sua carreira no São Paulo, onde acabou não recebendo oportunidades no profissional. Com isso o meia acabou sendo emprestado para o Paulista, América-RN e Chapecoense.

Apesar de ter rodado em algumas equipes do futebol brasileiro, somente em 2014 foi que o meia teve uma boa sequência de jogos. Quando se destacou atuando pela equipe do Sport. Foi um dos destaques do Sport no Campeonato Brasileiro daquele ano. O que rendeu uma ida para o Palmeiras.

Passagem ‘discreta’ no Palmeiras e chegada no Bahia

No entanto, Régis chegou bastante cobiçado no Palmeiras no ano de 2015, mas não conseguiu se firmar na equipe Paulista. Não conseguiu ganhar seu espaço, e acabou deixando a equipe depois de atuar apenas em 4 jogos, para ir para o Bahia em maio de 2016.

Se a sua passagem pelo Sport havia sido boa, o seu começo no Bahia foi ainda melhor. O meia se destacou na disputa da série B em 2016, foram 26 jogos pelo Bahia na série B, foi um dos destaques da equipe que conseguiu o acesso para a série A do Brasileirão.

No ano seguinte, em 2017, o Bahia com seu bom planejamento já começava a se destacar no futebol brasileiro, e o meia fez mais uma ótima temporada. Régis foi eleito o Craque da Copa do Nordeste, marcou 6 gols em 11 jogos pela competição. Ao todo na temporada foram 49 jogos pelo Bahia, o meia marcou 13 gols.

Perda de espaço no Bahia e ida para a Arábia

No entanto, de acordo com algumas analise de algumas pessoas que cobrem o Bahia, o Régis vem sofrendo com as condições físicas. No ano seguinte, em 2018, o meia começou a perder um pouco de espaço na equipe, mas continuava sempre muito pedido pela torcida. Em 2018 foram 43 jogos disputados, mas apenas 16 como titular, foram 59 partidas saindo do banco de reservas, para entrar na partida.

Ainda em setembro de 2018, o meia deixou a equipe do Bahia para ir atuar no Al Wehda, da Arábia Saudita. Uma saída meio conturbada na época, o clube chegou a anunciar a contratação do atleta, antes mesmo do acerto com o Bahia. Na época a equipe era comandada pelo brasileiro Fábio Carille, que foi quem pediu a contratação do meia.

Mas a sua passagem no futebol da Arábia não durou muito. Régis teve alguns problemas com documentação, e não conseguiu ser inscritos no TMS (Transfer Matching System) da Fifa. O jogador não disputou nenhuma partida oficial pelo Al Wehda. Retornou ao futebol brasileiro no começo de 2019.

Passagem pelo Corinthians e retorno ao Bahia

Apesar de contrato com o Bahia, o meia retornou ao Brasil em 2019, mas acabou sendo emprestado mais uma vez, desta vez para o Corinthians. Outro que estava de volta ao futebol brasileiro era o Fábio Carille, que como já havia trabalho com o jogador no clube árabe, pediu a contratação do meia.

No entanto, sua última temporada pelo Corinthians foi mais que discreta, o meia atuou apenas em 7 jogos, apenas 5 jogos pelo Brasileirão, todos entrando no segundo tempo.

Régis no Cruzeiro seria útil?

Como podemos observar, desde 2018 Régis não tem uma sequência de muitos jogos. O meia no entanto não sofreu nenhuma lesão grave. Mas analisando suas atuações, parece sofrer problemas físicos. O Cruzeiro já até teve nos últimos anos jogadores com situações parecidas. Onde o atleta parece não suportar muito tempo em campo.

Mas com toda experiência que o meia tem no futebol, com experiência em acessos a série A do Campeonato Brasileiro. Régis pode ser bastante útil ao Cruzeiro, ajudando muito o clube na sequência da temporada de 2020. A presença do meia na equipe comandada pelo Enderson Moreira, traria ao treinador, mais opções para o meio-campo, além de agregar e muito com experiência, algo que vem faltando a equipe celeste.

Conheça um pouco da carreira do Régis:

Dyhego Salazar
Nascido em 14 de Julho de 1994, apaixonado pelo Cruzeiro Esporte Clube e cobrindo o Cruzeiro através do Diário Celeste.

1 COMMENT

Deixe uma resposta

Páginas Heróicas

Pablito, humildade e gargalhada

Salve Nação Celeste!!! CENA 1: Eu, esse que vos escreve, evoluindo dia a dia na arte de driblar a toxicidade das redes sociais e conseguindo ser...

Mais popular