quinta-feira, outubro 21, 2021
HomeNotíciasLuxemburgo diz que derrota machucou bastante e explica substituição do volante Lucas...

Luxemburgo diz que derrota machucou bastante e explica substituição do volante Lucas Ventura

O treinador disse que o meia pediu para continuar, mas depois de duas jogadas em cima dele, o técnico preferiu fazer a substituição

Após a derrota de virada do Cruzeiro para o CSA por 2 a 1, o técnico Vanderlei Luxemburgo foi para a coletiva de imprensa, responder as perguntas dos jornalistas após o final da partida.

O treinador respondeu sobre o resultado do jogo, e destacou o que levou a equipe fez um bom primeiro tempo, mas jogou mal na segunda etapa, e acabou pecando em situações que foram faladas no intervalo.

“O resultado é que nós não jogamos bem o segundo tempo, jogamos bem o primeiro tempo, eles tiveram uma chance e o Fábio fez uma grande defesa. Nós saímos na frente e no segundo tempo nós tomos o gol em cima de coisas que nós tínhamos falado até no intervalo que elas poderiam acontecer, e aconteceu da maneira que nós falamos, mas faz parte do jogo de futebol”, disse o treinador.

Sobre a substituição do meia Lucas Ventura, ainda no primeiro tempo, pelo argentino Ariel Cabral, o treinador destacou que o volante disse que teria condições de seguir no jogo, mas depois de duas jogadas em cima dele, Luxemburgo decidiu por retirar ele da partida.

“O Nonoca ele saiu do campo ali com o médico, dizendo que estava sentindo uma dor forte no posterior da coxa, ai observando ele falou que dava para continuar, e observando teve dois lances seguidos em cima dele que o cara virou em cima dele e seguiu com a bola. E ai, eu tomei a decisão para tentar manter a mesma postura da equipe, eu entrei com Ariel Cabral, mantendo o mesmo posicionamento que nós estávamos. Perdemos em pegada, e ganhamos em toque de bola, mas não soubemos fazer a transição ofensiva”, explicou Luxemburgo.

O técnico também comentou sobre o ‘pós derrota’ para o ânimo do elenco, e destacou que foi um resultado que machucou bastante, por que era um jogo onde a vitória era importante, pela sequência de jogos.

“Ela machucou bastante, por que era uma vitória hoje era importante, depois um jogo fora de casa, depois outro jogo em casa, poderíamos ai, com uma vitória dar um ânimo diferente, como a derrota agora também dá um ânimo para baixo, então a gente vai ter que colocar o pessoal para cima, e entender que continua a competição, é uma derrota que machuca bastante”, destacou o técnico.

Deixe uma resposta

Páginas Heróicas

Pablito, humildade e gargalhada

Salve Nação Celeste!!! CENA 1: Eu, esse que vos escreve, evoluindo dia a dia na arte de driblar a toxicidade das redes sociais e conseguindo ser...

Mais popular