sexta-feira, outubro 15, 2021
HomeCrônicasEm um jogo tenebroso, Cruzeiro perde para a Chape

Em um jogo tenebroso, Cruzeiro perde para a Chape

Primeiro tempo:

Em um começo de jogo movimentado, Anselmo Ramon, ex-atacante do Cruzeiro, abriu o placar logo aos 10 minutos, em um belo chute que desviou em Cacá e encobriu Fábio. Depois disso, o time de Enderson Moreira não fez absolutamente nada, somente bolas alçadas na área, que não levaram perigo algum ao gol de João Ricardo. Em suma, a primeira etapa foi bem abaixo do esperado, poucos chutes e uma posse de bola (63%) totalmente improdutiva.

Segundo tempo:

No intervalo, buscando algo diferente, entraram Henrique e Welinton “Torrão” nas vagas de Adriano e Stênio. Com as mudanças, o jogo pouco mudou e, aos 20’, Arthur Caike – estreante – entrou na vaga de Maurício. Em seguida, Patrick Brey substituiu Giovanni, que foi bastante criticado pela torcida. No fim, Roberson também entrou no jogo, mas nada contribuiu para uma tentativa de reação.

Análise:

Na estreia do novo uniforme, lançado hoje pela Adidas, faltou futebol à raposa. De maneira geral, o jogo foi péssimo. Em síntese, foram poucas chances claras, poucas jogadas de efeito, nenhuma criatividade e produtividade com a bola nos pés dos dois lados. Com a derrota, o cabuloso está na 11ª colocação, com apenas três pontos. Além disso, vale lembrar que nos outros confrontos as atuações também não foram de encher os olhos, mas hoje foi de “arder os olhos” do torcedor.

Próximo jogo:

No próximo domingo, o Cruzeiro enfrentará Sergipe o Confiança, em Sergipe, às 18 horas, valendo a quinta rodada da Série B.

Deixe uma resposta

Páginas Heróicas

Pablito, humildade e gargalhada

Salve Nação Celeste!!! CENA 1: Eu, esse que vos escreve, evoluindo dia a dia na arte de driblar a toxicidade das redes sociais e conseguindo ser...

Mais popular