quinta-feira, maio 13, 2021
HomeNotíciasDia pós eleição, veja as consequências para o Cruzeiro

Dia pós eleição, veja as consequências para o Cruzeiro

Na última quinta-feira (21), aconteceu no ginásio do Barro Preto, a eleição para definir o novo presidente do Cruzeiro, e do Conselho Deliberativo do clube. No entanto, um dia pós eleição, veja as futuras consequências que Paulo Pedrosa pode trazer ao Cruzeiro.

Eleição acirrada e a famosa ‘urna 5’

A eleição para definir o novo presidente do Conselho Deliberativo do Cruzeiro foi acirrada do começo ao fim. A definição aconteceu após apuração da urna 5, onde estava também os votos dos conselheiros que haviam sido expulsos, e conseguiram liberação na justiça para votar.

Paulo Pedrosa venceu Giovanni Baroni por uma diferença de dez votos, foram 112 votos de Paulo, ex-presidente do Conselho Fiscal, contra 102 de Baroni. Paulo Sifuentes, terceiro colocado no pleito obteve 99 votos, Luis Carlos Rodrigues, 34.

No entanto, após o resultado da eleição, o ex-presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, confirmou que na urna 5 estava os votos dos conselheiros que votaram após conseguir liberação na justiça. Somente na urna 5 o Paulo Pedrosa que até o momento estava com 87 votos, conquistou 25 votos, enquanto Giovanni Baroni que até o momento estava com 97, conseguiu apenas 5.

Consequências de Paulo Pedrosa no Conselho Deliberativo

As consequências negativas de Paulo Pedrosa, que nos últimos anos demonstrou ser bem próximo do Wagner Pires de Sá, como presidente do Conselho Deliberativo, podem ser enormes para o Cruzeiro.

Primeiro vale destacar que o mandato tanto do presidente do conselho, quanto do Cruzeiro, vai do próximo dia 1º de junho, até o dia 31 de dezembro ainda de 2020. Isso porque essa eleição foi uma “eleição tampão”, para substituir o Wagner Pires, que renunciou.

Após o seu mandato em dezembro, Paulo Pedrosa se tornará Conselheiro Benemérito do Cruzeiro. Neste período como presidente do conselho, ele poderá convocar eleições para eleger novos conselheiros natos.

Os conselheiros efetivos no entanto, são eleitos através de uma Assembléia Geral. Votos de Conselheiro Benemérito tem peso 6, enquanto o Conselheiro Nato peso 4.

Em um resumo breve da para se dizer que, Pedrosa como presidente do Conselho Deliberativo poderá resultar em: mais conselheiros natos da Família União, que em seguida poderão escolher mais conselheiros efetivos. No fim do ano? Uma nova eleição e ai sim, poderemos ter um novo membro da Família União no comando do Cruzeiro.

Manifestações pós eleição

Após o resultado da eleição a hashtag “PauloPedrosaNão” atingiu a 6ª colocação nos Trending Topics do Brasil. Torcedores manifestaram de todas as formas o seu descontentamento com Pedrosa no comando do Conselho Gestor.

Uma das principais torcidas organizadas do Cruzeiro, a “Máfia Azul”, fez várias postagens e seus perfis nas redes sociais. Mostrando que não aceitarão Paulo Pedrosa como presidente do Conselho.

Coletiva pós eleição

Em sua primeira fala como presidente do Conselho Deliberativo, Paulo Pedrosa respondeu sobre não ter conseguido ver as irregularidades do clube, quando era presidente do Conselho Fiscal. Segundo ele, foi analisado por ele somente o primeiro semestre de 2018, disse ainda que não podiam mudar nada, só conferir.

Pedrosa em sua fala chegou a criticar o trabalho da Kroll. Empresa contratada para fazer um relatório investigativo da última gestão do Wagner Pires de Sá, chegou a citar a empresa como ‘a tal da Kroll’.

A julgar pelo que falou o novo presidente do Conselho Deliberativo ontem, é possível pensar que será difícil, com ele no cargo, dar sequência ao trabalho investigativo da gestão passada. Mais difícil ainda, será a mudança do estatuto, que passa inteiramente pelo Conselho Deliberativo.

O que resta a nós, verdadeiros cruzeirenses, é não nos calarmos, não podemos esperar o pior acontecer, devemos nos manifestar de todas as formas, para evitar que a Família União consiga dar sequência no que vinha fazendo no Cruzeiro.

Dyhego Salazar
Nascido em 14 de Julho de 1994, apaixonado pelo Cruzeiro Esporte Clube e cobrindo o Cruzeiro através do Diário Celeste.

9 COMMENTS

  1. Juridicamente, ainda é possível uma reviravolta.
    Se na ação judicial em curso for reconhecida a regularidade da expulsa desses conselheiros que votaram com amparo numa liminar, os votos deles têm de ser desconsiderados (pois, já não ostentavam a condição necessária pra votar) e assume o segundo candidato mais bem votado.
    Tem que acelerar a análise desse recurso no TJMG. Por eqto, estão amparados somente numa decisão liminar (voto do relator).

  2. Vamos fazer de tudo para tira esse cambada de corruptos que querem derrubar o Cruzeiro o Cruzeiro é um tipo grande e que tem tradição é respeito no cenário do futebol é por isso não podemos deixar esse corrupto fazer o que querem o Cruzeiro tem dono é o dono dele e a maior torcida do Brasil Somos tdos Cruzeiro

Deixe uma resposta

Páginas Heróicas

Sorín, seu clube, sua cidade, sua gente…

Salve Nação Celeste!!! O Mês de Maio reserva emoções históricas ao torcedor celeste. Algumas delas remetem ao Pássaro Azul. Magrelo, cabeludo, peladeiro, argentino. Vários ingredientes para que esse...

O dia em que Zelão se rebelou

Heróis Marginais

Mais popular