domingo, abril 11, 2021
HomeNotíciasDedé acionou o Cruzeiro na justiça, um ato de ingratidão?

Dedé acionou o Cruzeiro na justiça, um ato de ingratidão?

No último dia 4 de dezembro deste ano, o zagueiro Dedé acionou o Cruzeiro na 48ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, alegando “falta grave do empregador”. A informação foi divulgada com antecedência pelo jornalista Gabriel Duarte, do GE.

O valor da causa do jogador contra o clube é no valor de R$ 35.258.058,64. Dedé alegou que está com 10 meses de salário em atraso “referente ao fraudulento contrato de cessão e uso de imagem”, seis meses sem receber de salários fixos na carteira e quatro meses sem receber o depósito do FGTS.

Além de solicitar o valor de pouco mais de R$ 35 milhões, o zagueiro também solicitou o reconhecimento do fim do vínculo, com a declaração de rescisão indireta. Mas o pedido foi negado pela justiça do trabalho.

Entre os pedidos do atleta, a defesa do Dedé solicita o valor de R$ 3,75 milhões por danos morais. Ele cita declarações de ex-dirigentes do Cruzeiro dizendo que elas “só possuem o condão de jogar a torcida do Clube com o Atleta”. Como a declaração do ex-presidente da Raposa, Wagner Pires de Sá, em um vídeo vazado na internet, onde ele dizia: “Ele ganhou mais de 50 milhões de reais sem jogar e se vender não vende, primeiro que ele é todo f… e não passa no exame médico”.

Um ato de ingratidão do Dedé acionar o Cruzeiro na justiça?

Deixe uma resposta

Mais popular