terça-feira, junho 15, 2021
HomeFutebol FemininoCruzeiro estreia com vitória no Brasileiro Feminino A1

Cruzeiro estreia com vitória no Brasileiro Feminino A1

Ontem, Cruzeiro e São Paulo se enfrentaram pela primeira Rodada do Campeonato Brasileiro Feminino A1, no SESC Venda Nova, no entanto a equipe celeste levou a melhor, e conquistou a primeira vitória no Brasileiro Feminino A1. Com gol da atacante Vanessinha aos 34 minutos do primeiro tempo.  A partida ainda contou com um pênalti polêmico marcado a favor da equipe paulista nos acréscimos, mas a estreante goleira Mary Camilo defendeu.

O jogo

O Cruzeiro entrou bastante modificado para enfrentar o São Paulo, apostando em um 4-3-3 tendo na formação: Mary Camilo; Janaína, Jajá, Mayara e Thalita; Capelinha, Vanessinha e Dedê; Miriã, Eskerdinha e Kim. Dominando a posse de bola na maior parte do primeiro tempo e jogando de forma mais direta, foi premiado com um gol de Vanessinha, que machucada, saiu logo após para entrada de Ambrózio. Ainda na etapa inicial, a árbitra Francielly Fernanda marcou um pênalti inexistente a favor da equipe paulista, mas a arqueira celeste Mary Camilo defendeu, evitando o empate tricolor.

No segundo tempo, preocupando-se mais em defender, a raposa segurou o resultado e saiu vitoriosa. Na etapa complementar entraram a centro-avante Thamirys e a zagueira Tata nos lugares da também centro-avante Kim e da meio campista Dedê, respectivamente. O São Paulo cresceu, levando perigo mas parou na inspirada Mary Camilo que fechou e meta celeste fazendo grandes defesas.

A arbitragem

O que marcou também a partida foi a arbitragem de Francielly Fernanda, principalmente em dois lances capitais. No primeiro, ela marcou um pênalti inexistente da zagueira Jajá e no segundo, após pisão da atacante Duda na lateral Janaína. A jogadora do São Paulo foi advertida somente com cartão amarelo. Após o fim do jogo, Janaína ficou caída no gramado. Em reportagem da jornalista Natália Andrade ao fim do jogo, a coordenadora celeste Bárbara Fonseca demonstrou a indignação com a arbitragem:

– “Eu acho que está na hora de a federação enxergar que competência não tem nada a ver com bandeiras que tem que ser levantadas. A federação fala muito de valorizar a arbitragem feminina, mas a gente tem que olhar por um outro ângulo, até porque o futebol feminino envolve muito do clube, porque o clube não tem receita, mas tem que investir muito. Então a arbitragem tem que entender que qualquer erro aqui joga fora um trabalho que é muito difícil, principalmente nesse ano de 2020 em que pro Cruzeiro foi muito difícil. A gente montou o elenco num momento em que havia uma transição de diretoria, havia uma crise instalada, a gente tá conseguindo sair disso tudo agora e é difícil aceitar um erro de arbitragem que é rotina, é constante, não é pontual.

A mesma árbitra tirou a possibilidade do América hoje estar na primeira divisão. Pra quem acompanhou o jogo entre Grêmio e América, ela deu um pênalti pro Grêmio que nem os gremistas entenderam. Então a crítica é em cima disso, a gente precisa ter uma arbitragem mais estruturada, porque a cada passo que a gente dá o clube investe mais, a gente precisa que todos os setores que envolvem os 90 minutos dentro do campo estejam preparados, a gente não pode permitir erros como a gente tem permitido ao longo dos anos com essa arbitragem.”

Ainda em informação da jornalista Natália Andrade, sobre a arbitragem, que também foi questionada pela equipe tricolor, o São Paulo preferiu não se posicionar oficialmente. A arbitragem foi alvo de reclamação das duas torcidas também.

Como ficam Cruzeiro e São Paulo

Com a vitória no Brasileiro Feminino A1, o Cruzeiro iniciou o campeonato na 8° posição com 3 pontos e 1 gol marcado. Enquanto o São Paulo ocupa a 10° posição com 1 gol sofrido. Na próxima rodada a equipe celeste enfrenta o São José-SP fora de casa, no Estádio Martins Pereira em São José dos Campos as 19h do dia 13. A equipe tricolor, por sua vez, vai receber o Internacional em Cotia, também as 19h do dia 13.

Diego Marinho
Cruzeirense, historiador e apaixonado pelo Cruzeiro e por Futebol Feminino. Cobrindo o As Cabulosas através do Diário Celeste e da página Futebol Feminino Celeste.

Deixe uma resposta

Páginas Heróicas

Trapaceiros desde sempre!

Salve Nação Celeste!!! A história contemporânea do futebol mineiro traz a Federação Mineira carregando em seu colo seu filho único. A mais recente ajuda? Fazer...

Mais popular