sábado, abril 17, 2021
HomeNotíciasCom Giovanni em campo, Cruzeiro mostrou um esquema bastante ofensivo

Com Giovanni em campo, Cruzeiro mostrou um esquema bastante ofensivo

Durante a partida da última terça-feira (15), diante do CSA, a equipe do Cruzeiro mostrou um setor ofensivo muito presente no ataque no segundo-tempo, quando estava atrás no marcador e precisava buscar o resultado.

Os três atacantes da equipe celeste em campo, Airton, Arthur Caike e Rafael Sóbis, formaram uma linha pressionando a defesa da equipa alagoana. E para pressionar ainda mais a saída de bola defensiva do CSA, o meia Giovanni também se aproximava do trio, para tentar roubar a bola e iniciar uma jogada ofensiva.

E foi assim chegando com muitos jogadores ao ataque, que Giovanni arriscou uma finalização no meio de três jogadores do CSA. A bola quicou antes de chegar no goleiro, o que dificultou ainda mais a defesa. Ele teve que rebater a bola de qualquer jeito, Rafael Sóbis muito bem posicionado chegou e finalizou para marcar o gol de empate do Cruzeiro.

Destaque que aos 9 minutos da segunda etapa, o próprio Giovanni já havia tentado uma jogada parecida. Onde ele arriscou uma finalização de fora da área. O goleiro também rebateu a bola, que sobrou para o Arthur Caike, mas o camisa 7 não conseguiu finalizar.

No entanto, nem tudo são flores, com a subida com um número maior de jogadores, e os laterais ficando abertos pelas pontas. O Cruzeiro sofreu alguns contra-ataques da equipe do CSA. Em aos menos três oportunidades, o Fábio fez grandes defesas evitando assim, o gol da equipe alagoana.

E também, após a saída do Rafael Sóbis que já estava cansado, para a entrada do Sassá, o Cruzeiro não conseguiu criar muitas oportunidades de finalização. O camisa 99 sequer finalizou para o gol durante os 13 minutos que ficou em campo.

Utilizar o camisa 94 desde os primeiros minutos pode ser interessante!

No entanto, nas próximas partidas a Raposa precisará unicamente de vitórias, se quiser seguir sonhando com o acesso, mesmo que as chances sejam poucas. Com isso, precisando buscar o resultado em todas partidas. Talvez a possibilidade de manter o sistema pressionando o adversário já na saída de bola, desde o início do jogo, seja uma ótima alternativa para tentar alcançar resultados positivos.

E com o Rafael Sóbis descansado nos primeiros minutos das partidas da equipe, a possibilidade de já iniciar com o Giovanni parece ser uma boa escolha. Mesmo que o camisa 94 não tenha condições de aguentar os 90 minutos. No segundo-tempo, na melhor das hipóteses, com a equipe vencendo, uma substituição colocando algum jogador de meio-campo para segurar a bola e garantir o resultado positivo pode ser que dê certo.

Giovanni preencheu o “buraco” no meio-campo

Um fato bastante interessante com a presença do Giovanni em campo. É que em muitas partidas desta temporada, criticamos bastante um “buraco” que ficava no meio-campo da equipe. No entanto, ontem com a presença do camisa 94 no segundo tempo. Vimos o meia centralizado, os atacantes em linha na frente, e os dois laterais abertos nas pontas. O que resultou em boas chegadas da equipe celeste ao ataque.

Dyhego Salazar
Nascido em 14 de Julho de 1994, apaixonado pelo Cruzeiro Esporte Clube e cobrindo o Cruzeiro através do Diário Celeste.

1 COMMENT

Deixe uma resposta

Páginas Heróicas

Uma freguesia centenária

Salve Nação Celeste!!! Scarpelli, Polenta, Ciccio, Quiquino, Américo, Kalim, Lino, Spartaco, Nani, Henriquetto e Atílio Esse foi o time do Palestra que entrou no campo do...

A tragédia de Nininho

O primeiro grito de Gol

Mais popular