quarta-feira, maio 25, 2022
HomeBaseApós bom desempenho na Copinha, Matheus Vieira "estoura" idade sub-20 e deve...

Após bom desempenho na Copinha, Matheus Vieira “estoura” idade sub-20 e deve reforçar time profissional

O jovem tem contrato com o clube até dezembro de 2022

Um dos grandes nomes da equipe sub-20 do Cruzeiro, o zagueiro Matheus Vieira “estoura” a idade para atuar na categoria, e deve reforçar o time profissional da Raposa.

O jogador completa 21 anos no dia 17 de maio, com isso, o atleta não poderia mais atuar pelo time sub-20, e precisaria ser aproveitado no profissional do Cruzeiro. A mesma situação acontece com outros jogadores que estavam disputando a Copinha.

Matheus Vieira tem contrato com o Cruzeiro até dezembro de 2022. Na última temporada o jovem foi um dos grandes nomes da Raposa na categoria sub-20.

O zagueiro disputou 27 jogos, sendo 25 como titular, atuou em 82% das partidas da equipe celeste. Uma média de 2313 minutos jogados (86 minutos por partida). Apesar de atuar na defesa, Matheus Vieira marcou um gol, e deu uma assistência.

O jovem fez treinos na equipe profissional do Cruzeiro no comando de três treinadores diferentes. Matheus Vieira treinou sobre as passagens de Felipe Conceição, Mozart e Vanderlei Luxemburgo pela Toca II.

Em seu perfil no Instagram, Matheus Vieira lamentou a eliminação na Copinha, e agradeceu ao carinho, e apoio da Nação Azul, nos sete jogos disputados pela competição.

No dia 7 de setembro de 2021, o jovem teve a oportunidade de ser relacionado para uma partida do profissional, após Joseph sofrer uma indisposição, Matheus Vieira foi chamado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo.

Texto publicado pelo zagueiro

Nação Azul, primeiramente, gostaria de agradecer todo o carinho, apoio e calor que vocês tiveram conosco nessas sete partidas que tivemos na Copinha 2022! Agradecer a todo torcedor que saiu do conforto de sua casa e pegou a estrada para nos ajudar em campo. Foram dias incríveis que ficarão marcados para sempre em minha memória.

infelizmente ontem saímos da competição, mas de cabeça erguida, sabendo do grande trabalho e toda a entrega que tivemos em cada disputa. Nunca faltou e nem faltará garra e determinação vestindo essa camisa. Sou grato a Deus por ter a oportunidade de colocar essas cinco estrelas no peito a cada jogo. Muito feliz por ter disputado a minha segunda e última Copinha na carreira. Sem dúvidas é a principal competição de base do mundo e sou privilegiado por ter vivido esse sentimento.

Deus sabe de todas as coisas. Seguimos fortes! 

Deixe uma resposta

Leia também

Mais popular