domingo, abril 11, 2021
HomeNotíciasAndré Mazzuco comenta sobre como atuará em 2021 com as dificuldades econômicas

André Mazzuco comenta sobre como atuará em 2021 com as dificuldades econômicas

O novo Diretor de Futebol do Cruzeiro, André Mazzuco, concedeu sua primeira entrevista nessa manhã de sexta-feira (08), ele respondeu principalmente algumas perguntas referentes as dificuldades econômicas que o clube vem enfrentando, e como ele atuará em 2021 diante desse cenário.

Ao ser perguntado de como será o planejamento do elenco com a situação econômica tão difícil que o Cruzeiro se encontra, André disse que o clube tem a necessidade não só de inovar em suas contratações, mas também de criar um ambiente mais positivo e gerar novas receitas financeiras, para que assim seja possível o acesso a elite do Campeonato Brasileiro.

“O nosso eixo norteador é a realidade do clube, então nós temos que entender as nossas limitações e ser o mais eficiente possível dentro desse cenário. Obviamente que não podemos só contar com aquilo que a gente tem de dificuldade, a gente precisa ser criativo, buscar receitas e criar mais soluções para este momento, até porque o Cruzeiro tem essa obrigação do acesso à série A, a gente entende isso pelo tamanho do clube, então a gente tem que procurar soluções que nos permitam essa possibilidade mais próxima. Então a gente tem que qualificar, acho que tem coisas para resolver, mais do que qualificar elenco é criar ambiente positivo, é a gente poder buscar alternativas que possam nos levar a essa disputa aí do que a gente tem como objetivo na temporada…”

Um outro questionamento que surgiu durante a entrevista foi referente ao teto salarial, que mesmo após ter sido definido em R$ 150 mil, o elenco continua tendo a folha salarial mais elevada do campeonato em que disputa, e além disso, maior até que muitos times da série A.

O diretor de futebol afirmou que é comum os clubes herdarem contratos com altos valores após serem rebaixados, mas que nessa nova temporada será ainda mais necessário esse reajuste nos gastos, já que não contarão mais com algumas receitas oriundas do ano de 2019.

“Nós não iniciamos ainda uma conversa específica sobre as ações que nós vamos tomar. A gente está buscando diagnosticar tudo o que está acontecendo, os porquês e as consequências dessa temporada que finaliza no final do campeonato. Mas ao mesmo tempo fala-se sempre na folha alta, e a gente tem que lembrar que lembrar que o clube quando cai da série A para a série B, ele vai herdar contratos longos com valores muito altos, então isso é natural, não se pode fazer uma crítica em cima de uma folha salarial do Cruzeiro que muitas vezes é uma questão meramente contratual que o clube não pode simplesmente encerrar esse contrato por ser muito alto. É uma questão muito difícil, você tem que ter habilidade para lidar, e o Cruzeiro buscou alternativas para poder minimizar, porque realmente não é uma situação simples. Agora a gente vai para uma segunda temporada na série B e que ela realmente requer uma readequação maior justamente porque você não tem resquício de receita do ano anterior, e é um trabalho realmente que o departamento de futebol em conjunto vai ter que desenvolver para minimizar, para ser eficiente nas contratações e para trazer um equilíbrio maior junto ao desenvolvimento da equipe para essa temporada.”

André Mazzuco, que havia sido demitido do Vasco, foi anunciado pela diretoria celeste na terça-feira (05). Ele chegou para substituir o Deivid, como o novo Diretor de Futebol da Raposa.

Veja a entrevista completa no canal oficial do Cruzeiro:

Deixe uma resposta

Mais popular