domingo, abril 11, 2021
HomeNotíciasAmérica indignado com a arbitragem, com razão?

América indignado com a arbitragem, com razão?

Na última quarta-feira (02), o Cruzeiro venceu a equipe do América por 2 a 1, no Independência. Na partida vimos uma grande indignação da equipe do Coelho por conta de algumas situações envolvendo a arbitragem no decorrer da partida, o Lisca acabou sendo expulso ainda no primeiro tempo.

Uma das grandes indignações da equipe do América foi no pênalti marcado em cima do William Pottker, aos 12 minutos da primeira etapa. Um lance onde realmente parece não ter o contato do Messias no atacante cruzeirense.

No entanto, anteriormente aos 3 minutos da etapa inicial, os jogadores do Coelho ficaram pedindo pênalti do Adriano, a bola tocou a mão do jogador do Cruzeiro dentro da área em uma jogada rápida.

Os dois lances geraram um enorme descontentamento da equipe do América e também de alguns “jornalistas” tanto na transmissão, quanto nas redes sociais. No entanto, devemos analisar o lance por completo, como o VAR faria caso a ferramenta fosse utilizada na Série B. Na jogada anterior ao “pênalti não marcado”, o Manoel sofreu uma falta quando subiu para tocar a bola, o juiz não marcou e na sequência a bola tocou a mão do jovem Adriano dentro da área.

https://www.instagram.com/p/CIVshoPFtDZ/

Ou seja, se analisarmos o lance por completo, o pênalti não deveria ser marcado, já que houve falta no zagueiro cruzeirense na jogada anterior. Mas essa situação do toque no Manoel foi algo que a equipe de transmissão do SporTV não destacou e acabou passando batido.

Muito se falou após o jogo dos erros da arbitragem, no entanto, na competição o Cruzeiro já foi inúmeras vezes prejudicado, se for colocar na balança houve mais erros contra a Raposa do que favorável. No entanto, fica o alerta, desconfie de qualquer “jornalista” indignado com a arbitragem de ontem – não mostraram a mesma indignação quando foram MUITOS erros contra o Cruzeiro.

No fim da partida para fechar a sua péssima arbitragem, Dewson Freitas ainda deu OITO minutos de acréscimos, em uma partida onde o Cruzeiro não chegou a fazer as cinco alterações, a equipe celeste mexeu três vezes na equipe, e no segundo-tempo não houve muitas paradas.

No entanto, o que podemos dizer ao término da partida, com um tempo alto de acréscimos, com os erros cobrado pela equipe do América, e com SETE jogadores amarelados da Raposa, a arbitragem mais uma vez desagradando as duas equipes, algo que vem se tornando comum no Brasil.

Dyhego Salazar
Nascido em 14 de Julho de 1994, apaixonado pelo Cruzeiro Esporte Clube e cobrindo o Cruzeiro através do Diário Celeste.

Deixe uma resposta

Mais popular