Notícias

Ídolo celeste, Geovanni faz 43 anos: veja trajetória do atacante no Cruzeiro

Ídolo celeste, o atacante Geovanni fez nessa quarta (11) 43 anos. Natural de Acaica, em Minas Gerais, ele fez 188 jogos em 7 anos que esteve no Cruzeiro sendo fundamenta no título da Copa do Brasil de 2000.

Trajetória na raposa

Geovanni Deiberson Maurício Gomez foi revelado pelo Cruzeiro, fazendo sua estreia no profissional na vitória sobre o Mamoré pelo Campeonato Mineiro de 1997. Pouco tempo depois, marcou gols nos dois jogos da final da Recopa Sul-americana de 1998, onde o Cruzeiro foi campeão.

Contudo, não foi aproveitado em 1999, sendo emprestado ao América. No Coelho, teve mais sequência, chegando a fazer 43 jogos. Dessa forma, retornou a raposa em 2000 para cravar seu nome na história do clube celeste.

Nesse retorno, ele conquistou a vaga no time titular. Por isso também, foi a temporada que teve mais jogos no Cruzeiro. Aproveitando a oportunidade, foi peça chave na Campanha que levou o Cruzeiro ao título da Copa do Brasil de 2000, o 4° da história estrelada.

Na final, o São Paulo empatava com o Cruzeiro por 1×1. Então, brilhou a estrela de Geovanni que, no Mineirão, aos 43 do segundo tempo bateu a falta que, desviou na barreira e entrou no gol de Rogério Ceni. Assim, com esse gol, o Cruzeiro levou o título daquele ano.

Confira como foi o jogo

Diego Marinho

Mineiro, 31 anos. Graduado em História, setorista do Cruzeiro no Diário Celeste.

Veja mais

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo