segunda-feira, maio 23, 2022
HomeNotícias do CruzeiroGrêmio pede que Cruzeiro seja denunciado por gritos homofóbicos, clube pode ser...

Grêmio pede que Cruzeiro seja denunciado por gritos homofóbicos, clube pode ser punido com perda de pontos

O documento foi enviado para análise da Procuradoria da Justiça Desportiva

Na última segunda-feira (09) o Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (SJTD) recebeu a Notícia de Infração protocolada pelo Grêmio, que denunciou os cânticos homofóbicos praticados pela torcida do Cruzeiro, no jogo do último domingo (08).

O documento foi enviado para análise da Procuradoria da Justiça Desportiva, a diretoria do Grêmio relatou os gritos da torcida do Cruzeiro: “Arerê, gaúcho dá o c* e fala tchê”.

No material encaminhado ao STJD, o Grêmio anexou a postagem do Cruzeiro, que pediu para que a torcida não praticasse mais cantos homofóbicos nos estádios. O clube gaúcho ressaltou que a publicação é uma confissão dos atos.

O Grêmio pede que o Cruzeiro seja denunciado por infração ao artigo 243-G, que trata de práticas discriminatórias, com a aplicação do parágrafo 1º aliada à extrema gravidade.

Detalhes do Art. 243-G

Art. 243-G. Praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência:

PENA: suspensão de cinco a dez partidas, se praticada por atleta, mesmo se suplente, treinador, médico ou membro da comissão técnica, e suspensão pelo prazo de cento e vinte a trezentos e sessenta dias, se praticada por qualquer outra pessoa natural submetida a este Código, além de multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais).

Parágrafo 1º: Caso a infração prevista neste artigo seja praticada simultaneamente por considerável número de pessoas vinculadas a uma mesma entidade de prática desportiva, esta também será punida com a perda do número de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independentemente do resultado da partida, prova ou equivalente, e, na reincidência, com a perda do dobro do número de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independentemente do resultado da partida, prova ou equivalente; caso não haja atribuição de pontos pelo regulamento da competição, a entidade de prática desportiva será excluída da competição, torneio ou equivalente.

Deixe uma resposta

Dyhego Salazar
Dyhego Salazar
Nascido em 14 de Julho de 1994, apaixonado pelo Cruzeiro Esporte Clube e cobrindo o Cruzeiro através do Diário Celeste.

Leia também

Mais popular