sábado, maio 28, 2022
HomeFutebol FemininoFelipe Freitas analisa trabalho no Brasileiro Feminino: "Tem sido muito positivo"

Felipe Freitas analisa trabalho no Brasileiro Feminino: “Tem sido muito positivo”

Após início ruim, Cruzeiro tem evoluído. Em entrevista exclusiva, Felipe Freitas destacou evolução da equipe, sobretudo nos últimos jogos.

Vindo da base do Santos, Felipe Freitas chegou logo no começo do Campeonato Brasileiro Feminino mas não obteve triunfos no começo. Após 6 rodadas, as vitórias enfim vieram, contra 2 grandes equipes: Flamengo e Ferroviária. Assim analisando as vitórias o técnico celeste, deixou claro que o objetivo de ficar no g-8 se mantem:

“Tivemos 2 vitórias muito boas, contra talvez as 2 equipes que mais se reforçaram dentro do ano de 2022. Em termos de objetivo, não muda nada. Nosso objetivo desde o início é chegar entre as 8 melhores equipes da competição e vamos manter esses objetivo. Não é quando um jogo ou resultado não sai, que vamos ficar mudando esses nossos focos de trabalho.”

Felipe destacou que o foco continua sendo o G-8

Além disso, demonstrou também o efeito positivo das vitórias: “Certamente caba melhorando. Pois, gera-se mais confiança nas atletas, o trabalho acaba sendo mais focado nos aspectos positivos e conseguimos corrigir algumas ações negativos que nós temos apresentado. Então, essas são basicamente as alterações.”

Criticas não são problema

Muito criticado em alguns momentos, Felipe analisou as criticas sobre seu trabalho: “As criticas são bem comuns na nossa profissão. Não é porque tem critica que está tudo ruim, ou porque tem elogio que está tudo bom. Eu procuro ter serenidade de fazer minha auto critica e avaliação. O nosso contexto é bem delicado, então as vezes as criticas levam apenas em consideração os resultados. Mas se for pegar desde o primeiro jogo, quando tinha apenas uma semana de trabalho, empatamos com o Grêmio. Onde, as pessoas analisam como algo ruim, no entanto, muitas não sabiam do nosso lado, avaliavam só algumas outras coisas.”

Ademais, o técnico estrelado ressaltou “A evolução tática é de um trabalho todo da comissão e das atletas de endender o que nós queremos como modelo e tentar fazer da melhor maneira. Portanto, o trabalho tem sido muito positivo, tenho gostado bastante. Tivemos algumas oscilações, que é comum mediante a todo o cenário, mas bem satisfatório no processo evolutivo.”

Deixe uma resposta

Diego Marinho
Diego Marinho
Mineiro, 30 anos. Graduado em História, setorista de futebol feminino e do Sada Cruzeiro/Cruzeiro - Diário Celeste

Leia também

Mais popular