sexta-feira, agosto 19, 2022
HomeFutebol FemininoCoordenadora da equipe feminina do Cruzeiro fala sobre paralisação

Coordenadora da equipe feminina do Cruzeiro fala sobre paralisação

No clube desde o início do projeto, Bárbara Fonseca comentou sobre o grave momento do clube

Atualmente o Cruzeiro acumula meses de salários atrasados, inclusive com futebol feminino. Além disso, a ausência de membros da diretoria e outras questões, incomodavam as atletas.

Diante disso, as jogadoras publicaram uma carta como forma de protesto, assim como fez o profissional e as categorias de base do futebol masculino.

No entanto, como expôs a coordenadora da equipe, Bárbara Fonseca, ela não participou da elaboração da mesma. Ademais, levando em conta também outras questões, ela fez um pronunciamento logo após o fim do jogo contra o Funorte. Confira abaixo alguns pontos, e veja o vídeo do pronunciamento na íntegra ao fim da matéria.

Trechos do pronunciamento

Inicialmente, ela admitiu, como antecipado pelo portal Onze Minas que houve uma manifestação das atletas antes do clássico, na qual a própria Bárbara interviu destacando que a diretoria está “buscando a melhor solução para resolver esses questionamento”.

Depois, ela disse que houve uma nova manifestação e ficou acordado que o grupo faria o jogo contra o Funorte, mas aguardaria a presença de algum membro da diretoria para dizer diretamente sobre os problemas. Além disso, como já dito acima, ela falou que não sabia da carta, mas que considera “legitima a carta”, achando justa “algumas revindicações.”

Sobre sua possível saída do clube, Bárbara foi enfática ao dizer: “Tenho uma personalidade muito competitiva, gosto de desafios, enfrento esse momento do Cruzeiro como um desafio.. Certamente eu vou continuar no Cruzeiro até que o Cruzeiro permita, pois não sabemos o dia de amanha, ou que outra situação aconteça na minha vida. Mas, eu só largaria num momento melhor do Cruzeiro, não nesse momento de crise em que eu acho que ainda sou importante para dar continuidade do nosso projeto e continuar elevando o nome do Cruzeiro.”

Em pergunta feita pela página Futebol Feminino Celeste, sobre possíveis saídas e manutenções, ela declarou que tem o interesse de permanência da comissão técnica atual no seu total, assim como buscar outros profissionais próprios para dar mais “robustez” à comissão técnica. Sobre as atletas, ela ainda conversando com o técnico Rodrigo Campos, mas que nada ainda foi definido. Ademais, vale ressaltar que Bárbara destacou que o orçamento do ano que vem, que ainda não foi fechado, vai ser fundamental para definir todas essas questões.

Com larga experiência no futebol feminino, Bárbara Fonseca foi coordenadora do América e é coordenadora da equipe de futebol feminino profissional do Cruzeiro desde o início do projeto, em 2019.

Deixe uma resposta

Diego Marinho
Diego Marinho
Mineiro, 30 anos. Graduado em História, setorista de futebol feminino e do Sada Cruzeiro/Cruzeiro - Diário Celeste

Leia também

Mais popular