NotíciasSada Cruzeiro

Comissão de Atletas não considera Conselho de Ética do COB adequado para julgar caso de Wallace

A Comissão de Atletas se pronunciou na noite de sexta-feira (14) sobre o caso do oposto Wallace, do Sada Cruzeiro. Assim, no entendimento dos atletas, eles não consideram o Conselho de Ética do COB a jurisdição adequada para fazer o julgamento.

Ademais, ressaltou que em ofício enviado no dia 13 de Março enviou ofício ao Conselho de Ética, alegando que ele aconteceu fora do ambiente da atividade esportiva. Dessa forma, caso o caso fosse mesmo julgado lá (como aconteceu), iria contrariar o contraria o artigo 3º do Código de Conduta do COB.

Entretanto, a comissão esclareceu que não compactua “com quaisquer comportamentos praticados por atletas que sejam discriminatórios em geral, que possam ferir boas condutas éticas e morais, que possam gerar violência ou desrespeitar os valores olímpicos, seja dentro ou fora do ambiente esportivo”.

A Comissão de Atletas é composta por diversos atletas ligados aos esportes olímpicos, e faz também parte do COB (Comitê Olímpico Brasileiro). Atualmente Yanne Marques é a presidente, seguida por Fabiano Peçanha que é o vice-presidente. CLIQUE AQUI para conferir todos os atletas que compõe o comitê.

Situação de Wallace

Wallace foi afastado antes mesmo dos julgamentos, tanto no Conselho de Ética do COB, quando no STJD. Assim, ele foi condenado a 90 dias de suspensão pelo COB, mas conseguiu liminar no STJD liberando seu retorno as quadras. Diante disso, a CBV adiou o jogo entre Sada Cruzeiro e Farma Conde São José pela Superliga Masculina.

O COB, por sua vez, manteve a suspensão dele mesmo após apelação da CBV. A posição do comitê gerou questionamentos, como do próprio Sada Cruzeiro. A equipe fez postagem criticando a posição do comitê, concordando com a liminar concedida pela STJD.

Diego Marinho

Mineiro, 31 anos. Graduado em História, setorista do Cruzeiro no Diário Celeste.

Veja mais

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo