Notícias

Com Mineirão cheio, Cruzeiro vence Corinthians e se reabilita no Brasileirão

Matheus Pereira, Álvaro Barreal e Gabriel Veron marcaram os gols

Em jogo na tarde desde domingo (7), o Cruzeiro recebeu o Corinthians diante de um Mineirão lotado, pela 15ª rodada do Brasileirão. Mais efetivo, o Cruzeiro venceu o Corinthians por 3×0, e se reabilitou no Brasileirão após duas derrotas consecutivas.

Precisando vencer após uma sequência de duas derrotas, o técnico Fernando Seabra entrou com um time mais ofensivo: Álvaro Barreal titular na vaga de Ramiro. A ideia do técnico funcionou, e o Cruzeiro começou pressionando, obtendo seu gol em bela jogada do Matheus Pereira, aos 6 minutos.

A equipe celeste seguiu melhor, mas errando no último passe ou na finalização. Diante disso, o Corinthians cresceu após os 20 minutos, e conseguiu um gol aos 37 minutos, anulado por impedimento. O gol parece ter acordado o Cruzeiro, que viu dos pés de Álvaro Barreal um belo chute para ampliar para 2×0, aos 49 minutos.

Sem dar tempo para o Corinthians se recompor, o Cruzeiro começou o segundo tempo com tudo: Arthur Gomes recebeu na lateral esquerda, avançou e cruzou para Gabriel Veron marcar o terceiro gol. Após isso, como era de se esperar, Laruccia entrou com Ryan, Matheus Bidu e Igor Coronado, tornando o Corinthians mais ofensivo.

Aliado a isso, a raposa diminuiu o ritmo para administrar a vantagem. Assim, o Corinthians passou a chegar com mais perigo, e na chance mais clara aos 17 minutos, viu Anderson fazer boa defesa. Buscando oxigenar o time, Seabra entrou com Robert, mas o Corinthians seguiu melhor: Cacá, do Corinthians, sozinho, cabeceou para fora aos 27 minutos.

Contudo, o Cruzeiro ainda teve chances, em bom contra-ataque que culminou em chute perigoso de Matheus Pereira aos 31 minutos, defendido por Donelli. Depois disso, ambas equipes fizeram alterações, e levaram perigos em lances pontuais, mantendo-se a vitória do Cruzeiro por 3×0.

Diego Marinho

Mineiro, 31 anos. Graduado em História, setorista do Cruzeiro no Diário Celeste.

Veja mais

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo