Notícias

CEO do Cruzeiro projeta faturamento de 1 bilhão até 2030; confira

Em seu segundo ano de SAF (Sociedade Anônima do Futebol) o Cruzeiro tem enfrentado problemas, sobretudo referente aos resultados e desempenho dentro de campo. Contudo, mantém o objetivo de não só permanecer na série A em 2023, mas de ir atingindo objetivos maiores com o tempo. Inclusive financeiramente como destacou o CEO do clube ao projetar o faturamento até 2030:

“A gente tem um planejamento agressivo de chegar a faturar R$ 1 bilhão até 2030. É super desafiador, você tem uma serie de coisas pra implementar e não tem milagre. Você tem que ter bons profissionais, uma capacidade de monetizar uma base da sua torcida muito boa. Então o planejamento tem que estar bem feito e a execução excelente pra você conseguir fechar esse (intervalo).” – disse Gabriel Lima a CNN

Na sequência, Gabriel Lima destacou que a formação da Liga é outro ponto importante nesse processo: “Um dos outros pontos também é ter uma Liga e uma forma mais igualitária na distribuição dos direitos de TV, que representam uma parcela muito grande do faturamento dos clubes. Então hoje existe uma diferença e uma distorção enorme entre Flamengo, Corinthians e Palmeiras para os outros time do ponto de vista de distribuição de receitas de TV.”

Mineirão e Arena MRV

Na mesma entrevista, Gabriel Lima destacou que Cruzeiro está próximo de assinatura de contrato para utilizar o Mineirão: “Estamos na reta final (das negociações) para assinar um acordo de três anos de fidelidade com o Mineirão. O Cruzeiro é o único clube que vai jogar no Mineirão a partir de agora. As coisas estão se ajustando. A relação não é simples, é complexa, mas a tendência é que esse negócio seja pacificado ao longo do tempo.”

Por fim, ele falou também sobre outra possibilidade, que é a raposa mandar seus jogos na Arena MRV, estádio do maior rival: “Não acho que é impossível. Tenho uma boa relação com a diretoria do Atlético. A rivalidade tem que estar dentro de campo, fora de campo são duas potências dentro do estado que se caminharem juntas vão conseguir certamente tirar vantagem dessa relação. Então eu encaro com muita naturalidade. Não sei o que eles pensam, mas é uma possibilidade que no futuro poderia acontecer sim.”

Diego Marinho

Mineiro, 31 anos. Graduado em História, setorista do Cruzeiro no Diário Celeste.

Veja mais

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo