Notícias

Anderson afirma que Cruzeiro merecia vitória e critica falta de fair-play do Flamengo; veja

Cruzeiro fez bom jogo contra o Flamengo

Dono da camisa 98, o goleiro Anderson foi titular novamente, diante do Flamengo, pela 13ª rodada da Série A do Brasileirão. Ao fim do jogo, o goleiro afirmou que o Cruzeiro merecia vitória, e criticou falta de fair-play na falta que causou o segundo gol do Flamengo.

Inicialmente, Anderson afirmou que o Cruzeiro merecia vencer: “A gente sai orgulhoso do jogo que fizemos. Tivemos as maiores partes das ações no jogo, merecíamos sair com a vitória, mas futebol nem sempre é merecimento. Saímos orgulhosos do que fizemos dentro de campo.”

Além disso, Anderson projetou o próximo jogo: “Fizemos um excelente jogo aqui (Maracanã). Se fizermos esse jogo contra o Criciúma estaremos perto da vitória. Vamos buscar os três pontos lá, assim como buscamos aqui. Não foi o dia, infelizmente é o futebol, mas seguimos firmes e fortes. Estamos fazendo um excelente trabalho.”

Anderson fala sobre fair-play

O lance do segundo gol do Flamengo aconteceu em falta, feita por William e Bruno Henrique. No entanto, no lance anterior, Neris deu um chutão para a frente e caiu no gramado com dores. Mas, os jogadores da equipe carioca, de posse da bola, não pararam a jogada, e Anderson criticou a falta de fair-play:

“O Flamengo, a meu ver, se aproveitou de uma oportunidade com o Neris machucado, de ter um lance polêmico. Poderia ter rolado um fair play, ali, teve muita oportunidade de ter parado o jogo. Futebol é isso, nem sempre vai ter fair play do outro lado, a gente discute isso há um tempinho já.” – Disse Anderson

Ademais, Anderson revelou conversa com os jogadores adversários: “Até conversei com jogadores deles. Falaram que estavam empatando em casa, diante da torcida, acha que a gente vai parar? Se tivesse ganhando o jogo eles parariam? Se é a gente, iriam nos cobrar? Situação que fica em aberto, não podemos esperar os outros. Temos que fazer a nossa parte. Na bola parada acabamos falhando e perdemos o jogo.”

Diego Marinho

Mineiro, 31 anos. Graduado em História, setorista do Cruzeiro no Diário Celeste.

Veja mais

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo