quarta-feira, julho 6, 2022
HomeCrônicas44 títulos em 13 anos: Sada Cruzeiro é o maior projeto esportivo...

44 títulos em 13 anos: Sada Cruzeiro é o maior projeto esportivo brasileiro?

Em colaboração com o jornalista Daniel Bortoletto, confira a análise sobre o time estrelado e sua história

A recém conquistada Superliga se tornou a sétima do Sada Cruzeiro. Além dela, o clube coleciona títulos em outras competições, num total de 44 troféus em seus 13 anos de existência. Destes, a equipe estrelada destaca-se também em nível continental e mundial sendo o clube brasileiro com mais títulos em ambos.

Criado em 2009, após junção do Sada Vôlei com o Cruzeiro, conquistou o primeiro título em 2010, quando foi campeão mineiro. Depois, enfim veio a primeira Superliga em 2012, juntamente com o primeiro Sul-Americano. Por fim, levantou seu primeiro Mundial de Clubes em 2013, consolidando um trabalho de longo prazo muito bem feito.

“Não tenho dúvidas que o Sada se tornou o projeto mais vitorioso do Brasil. Os números estão ai pra provar, é um aproveitamento absurdo, assustador, que prova o quanto é bem sucedido. Enfim, os títulos ajudam a entender, o lançamento de jovens é importante e a essência do projeto [também]. É um projeto que gosta de ganhar, aprendeu a ganhar e vai continuar ganhando porque a semente que foi plantada lá atrás floresceu. O projeto é muito sólido, é muito estruturado”, disse Daniel Bortoletto, editor-chefe do portal WebVôlei.

Base e ótimos profissionais são pilares

Atualmente cerca de 2000 crianças através de escolinhas de esportes e projetos por Minas Gerais são atendidas. Um investimento que constrói desde a base do DNA do clube: “Não é atoa que vários projetos que disputam Superliga B, utilizam meninos formados na base do Sada. [Posteriormente] eles acabam sendo injetados no time principal, onde já vimos vários exemplos desses garotos que surgiram nesse processo depois sendo muito bem sucedidos no adulto”, comentou o jornalista.

Fernando Cachopa veio da base do Sada e se destacou no principal. Foto: Sada Cruzeiro

Outro ponto importante é o corpo de profissionais que compõe o projeto. Assim como os jogadores, mantendo a qualidade que é marca do Sada Cruzeiro: “É uma enormidade o que o Sada fez de ter colocado profissionais que começaram ali e hoje estão consolidados”.

Decisões bem feitas

Daniel Borttoletto analisou também o produto final do projeto, concluindo que “as decisões tomadas nos últimos anos foram bem feitas”. Por fim, destacou a temporada excepcional do clube celeste em 2022: “Essa temporada vai ficar para a história, pois tirando a Copa Brasil, o Sada ganhou tudo. Um Mundial jogando muito contra adversários extremamente fortes, uma Superliga muito mais complicada e mais qualificada e o título do Sada acaba, mais uma vez, premiando um projeto sólido, vencedor, de longo prazo e com uma visão estratégica importante”.

DANIEL BORTOLETTO: Daniel é editor-chefe WebVôlei, gestor de parcerias do Lance!, colunista, blogueiro e escreveu a biografia do ídolo do vôlei brasileiro Serginho Escadinha. Colaborou na matéria com o setorista do Diário Celeste, Diego Marinho.

Deixe uma resposta

Diego Marinho
Diego Marinho
Mineiro, 30 anos. Graduado em História, setorista de futebol feminino e do Sada Cruzeiro/Cruzeiro - Diário Celeste

Leia também

Mais popular