ColunaNotícias

Cruzeiro mostra eficiência, aproveita fator casa e vence sexto jogo seguido no Mineirão

Matheus Pereira, Álvaro Barreal e Gabriel Veron marcaram os gols celeste

No domingo (7), o Cruzeiro venceu o Corinthians por 3×0, no Mineirão, pela 15ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. No embalo da torcida, o Cruzeiro fez valer o fator casa, mostrou mais eficiência, e venceu seu sexto jogo seguido em casa no certame.

Sem João Marcelo, o técnico Fernando Seabra resolveu dar oportunidade a Lucas Villalba, que não era titular há 2 meses. Mesmo assim, o defensor argentino mostrou segurança e entrosamento. Além disso, outro argentino, Álvaro Barreal, retornou a titularidade, sendo o melhor em campo, conforme análise do Diário Celeste. Por fim, retornaram jogando muito bem, dois dos pilares do time: Marlon e William.

Análise do Diário Celeste – Arte: Diário Celeste
  • CRUZEIRO: Anderson; William, Zé Ivaldo, Lucas Villalba e Marlon; Lucas Romero, Lucas Silva, Álvaro Barreal e Matheus Pereira; Gabriel Veron e Arthur Gomes

Ainda sem técnico, o Corinthians foi comandado pelo auxiliar Raphael Laruccia, que teve o retorno de dois titulares: Matheus Donelli; Matheuzinho, Cacá, Félix Torres e Hugo; Breno Bidon, Raniele e Rodrigo Garro; Wesley, Romero e Yuri Alberto.

O Cruzeiro vinha de uma sequência de duas derrotas fora de casa, mas viu sua torcida lotar o Mineirão com mais de 55 mil torcedores. Enquanto o Corinthians até vinha de vitória, mas vive momento ruim no Brasileirão.

Assim, o Cruzeiro viu sair dos pés do melhor meia do Brasileirão, o seu primeiro gol: Matheus Pereira marcou aos 6 minutos. Além disso, o meio-campo celeste funcionou muito bem com o retorno de Álvaro Barreal, que potencializou os companheiros. Por fim, os laterais titulares retornaram muito bem também: Marlon muito seguro no lado esquerdo, e William agudo no lado direito.

Contudo, o Corinthians cresceu após os 20 minutos, e até levou perigo com um gol anulado por impedimento. O gol acordou o Cruzeiro, que havia diminuído o ritmo. Assim, no apagar das luzes do primeiro tempo, Álvaro Barreal ampliou para 2×0, marcado seu primeiro gol pelo clube.

No início do segundo tempo, a raposa utilizou a mesma estratégia, com Gabriel Veron marcando após cruzamento rasteiro de Arthur Gomes no primeiro minuto. Depois disso, Laruccia fez alterações para tornar o Corinthians mais ofensivo, e deu certo. Enquanto Seabra fez alterações para administrar a vantagem, que também funcionaram bem.

Nesse ínterim, o Corinthians esbarrou na solidez defensiva celeste, e na oportunidade clara que teve, viu Anderson fazer grande defesa. Ademais, o Cruzeiro mostrou eficiência que faltou em outros jogos. Pois, teve novamente um grande volume, com muitas finalizações (15 ao todo). Mas, dessa vez, conseguiu converter as suas duas grandes chances, além de um terceiro gol.

Por fim, o Cruzeiro teve novamente mais posse de bola: 53% contra 47% do Corinthians. Por fim, vale destacar que a estratégia celeste deu certo, conseguindo gols nos minutos iniciais, que ‘mataram’ o adversário, definindo a partida.

Diego Marinho

Mineiro, 31 anos. Graduado em História, setorista do Cruzeiro no Diário Celeste.

Veja mais

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo