ColunaNotícias

Cruzeiro insistiu com um treinador que não queria ficar e agora fechará o ano com um que não quer ser técnico

Os erros da diretoria do Cruzeiro parecem não ter fim em 2023, contratações, decisões erradas, relacionamento com a torcida, falta de convicção e etc… O clube vai para o seu quarto treinador na temporada.

Paulo Autuori foi oficializado como o responsável por comandar o Cruzeiro nesta reta final de Brasileirão. O profissional já estava no clube exercendo o cargo de diretor técnico da Raposa, e já havia recusado o convite para assumir o time após a demissão de Pepa.

No início do ano a gestão do Cruzeiro errou em manter o técnico Paulo Pezzolano no comando do clube, o treinador havia expressado o seu desejo de deixar o clube, a diretoria insistiu, o uruguaio ficou e acabou não conseguindo mesmo exercer um bom trabalho à frente do time.

Agora na reta final do Brasileirão, a diretoria do Cruzeiro coloca Paulo Autuori interinamente no comando técnico da equipe, um profissional que segundo as informações, já não tem o desejo de ser treinador de futebol.

Será que o resultado de uma nova insistência será o mesmo do início do ano? Torcemos para que não, a gente torce para que Autuori dê jeito no time, mas é impossível não criticar os erros desse departamento de futebol do Cruzeiro.

Dirigentes que erraram em praticamente todas decisões em 2023, mesmo parecendo ter boas intenções, precisam ser responsabilizados. Em qualquer outro setor, certamente já teriam deixado os cargos por incompetência.

Como citado anteriormente, é inquestionável que demonstram ter uma boa intenção e o desejo de sucesso em suas funções. No entanto, o futebol não é simples e exige experiência.

** Texto de cunho pessoal e não reflete, necessariamente, a opinião do Diário Celeste

Dyhego Salazar

Nascido em 14 de Julho de 1994, apaixonado pelo Cruzeiro Esporte Clube e cobrindo o Cruzeiro através do Diário Celeste.

Veja mais

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo